quarta-feira, 27 de abril de 2011

Ops, tem um biscoito sorrindo para mim

Em determinado período, mensalmente, os alimentos potencialmente danosos à saúde e silhueta costumam me "paquerar". Sim, é verdade... vamos ao exemplo da tarde.

Ontem, como é sabido, voltei de viagem pela Gol; e são servidos os malditos biscoitos salgados e uma "amostra" de rosquinhas de côco. Dispensei, guardei na bolsa, fiquei só com o suco de laranja. Como de costume, trouxe e guardei na gaveta, no escritório; afinal, sempre há o dia em que se esquece um lanchinho, e para não morrer faminta, lanço mão do artifício.

Pois bem, já tomei meu iogurte de soja, sabor banana e maçã; já ingeri a dose vespertina de cafeína... mas em meio aos prazos, abri a gaveta em busca do estojo, e quem sorri??? O maldito pacote de biscoitos, e a amostra de rosquinhas! Fechei a gaveta, mas as imagens permanecem intactas no meu (sub)consciente. Não, não é fome, é gulodice.

Porém, acaso abordemos a situação sob outra ótica, veremos algo de positivo: 1. não são chocolates (amém!); 2. eu resisti, não comi. A dieta permanece intacta, salvo por um Sonho de Valsa ingerido como sobremesa, após o almoço repleto de saladas coloridas e bem variadas, arroz integral, peito de frango grelhado e 1 fatia de kiwi.

Hoje tem sessão de massagem, e eu estou louca para que dê 18h.