quarta-feira, 20 de abril de 2011

Life goes on, with friends

Seguindo a máxima "não há mal que perdure, nem bem que seja eterno", estou vivendo, um dia de cada vez. Ontem, para minha alegria, passei hooooooooooooras com um amigo mais que querido, e finalmente conheci a personal, Renata.

Fernando, com uma paciência de Jó, conseguiu permanecer cerca de 4h ouvindo minhas histórias - de vida, de relacionamentos, de um sem-número de diversos assuntos - e bocejou por poucas vezes, rsrsrsrs. Merece um prêmio! Olha, aguentar uma criatura que chora as pitangas, as lamúrias, não é facil.

Se bem que ele me mostrou uma outra forma de ver a cena toda: com comicidade. Sim, há situações cômicas nisso tudo. Ele ria compulsivamente, quando eu contava uma ou outra coisa. De fato, se analisado com calma, dá sim para rir das desgraças.

Depois que deixamos o local, enquanto eu dirigia para casa, o celular tocou; questionamentos sobre a minha localização, sobre a companhia, enfim... atendi de alto-astral, desliguei da mesma forma. Chega de permitir me abater... vamos fazer piada da dor e do sofrimento.

Vai demorar um bocadinho, mas eu sei que Deus há de colocar na minha vida alguém que esteja disposto a trilhar o mesmo caminho.

Fernando e Renata, obrigada pelo apoio emocional, pelas boas risadas, e quem sabe, hoje a gente se vê na Zug! ;) (vai depender, se eu vou ser "engessada" para dormir, ou não, kkkkkkkkkkkkkk)