domingo, 3 de abril de 2011

... cada estrela parecerá uma lágrima

Somos, de fato, espíritos em processo de evolução.

A gente decepciona uns aos outros diariamente, causa dores e preocupações desnecessárias, simplesmente deixa de dizer o quanto alguém é importante em nossa vida...

É experimentando o fel da desilusão que compreendemos os dissabores que impomos aos que nos são caros. É a comprovação do famoso ditado "aqui se faz, aqui se paga". Não necessariamente "pagamos" na mesma moeda, mas que a fatura nos chega, ah! como chega... com descrições cristalinas de todo o mal que fomos capazes de impor a outrem.

Ai... relendo o texto, percebi o quanto estou amarga (e amargurada). Tomara que isso seja passageiro...

(...) amanhã é um outro dia, não é??? Eu nem sei por que me sinto assim... vem de repente um anjo triste perto de mim (...) e quando chegar a noite, cada estrela parecerá uma lágrima (...) não me dê atenção,  obrigado por pensar em mim.