quarta-feira, 29 de setembro de 2010

"À medida que se continue procurando, as respostas vem."

Contei que ontem eu e minha irmã entramos na sala errada, e lá permanecemos até bem próximo do final do Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita (ESDE)? kkkkkkkkkkkkkkkkkkk, pois foi!

A loira aqui investiu pesado no primeiro dia de caminhada (terça). Chegou em casa arrastando a si mesma. Convenceu a mãe a preparar vitamina, enquanto tomava banho para ir ao centro espírita. No meio da história, ainda tinha que ir buscar a Camila (a irmã) para irem juntas.

Ambas atrasadas, tipo 20:10 (o estudo começava às 20h). A sempre gentil irmã sai desabalada na frente, e entra na primeira sala "habitada", rsrs. E a criatura aqui, logo atrás. Todos que lá estavam olham constrangidos, mas ninguém diz nada. O tema da noite era "Liberdade de Livre-Arbítrio". 

Para encurtar a conversa, Camila e eu percebemos, faltando 10min para o final, que ali estavam os "alunos" do segundo módulo. Nós deveríamos estar no primeiro. Ok, não dava para rir, o ambiente é solene. Mas eu cheguei a comentar que o tema, de certa forma, tinha a ver conosco, com aquilo que conversamos a caminho do centro.

Daí o título do post de hoje... não existe acaso, não entramos ali pura e simplesmente equivocadas. Alguém teria manifestado um comentário, e seríamos redirecionadas. Mas não, precisávamos ouvir sobre aquele tema! E sabem de uma coisa? As minhas respostas estão chegando, das mais variadas formas. A cada dia, compreendo mais claramente o mundo à minha volta, físico e espiritual. Só tenho realmente a agradecer aos bons amigos de luz, que buscam sempre inspirar pensamentos e atitudes, ajudando ainda com os percalços cotidianos.