quinta-feira, 23 de setembro de 2010

É tudo uma questão de parâmetros

Hoje acompanhei, meio a contragosto, minha irmã a uma consulta médica. Enquanto ouvia o médico falando sobre cirurgia bariátrica, fiquei pensando sobre o post de ontem, e as consequências da minha fase de alimentação precária. 

Cheguei à conclusão de que, nessa vida, tudo é uma questão de parâmetros. Vamos ao caso específico...

Perto do problema de peso da minha irmã, eu sou uma miss. O médico até riu quando eu mencionei que o meu caso não é cirúrgico. De fato, é mais um conjunto de imensa falta de força de vontade e vergonha na cara, do que qualquer outra coisa. No caso dela, é algo patológico.

Maaaaaaaaaaaaaas, para nossa sociedade, cheia de conceitos irreais e padrões inatingíveis, eu estou gorda. Sabe por que? O parâmetro a ser seguido é Gisele ou Sabrina Sato. E a pergunta que não quer calar: qual o parâmetro que deve ser seguido?

Bom, não estou a fim de filosofar sobre isso. Só resolvi escrever sobre o assunto porque a gente perde muito tempo tentando se encaixar num conceito. EU perdi muito tempo tentando.

Não, eu não estou fazendo apologia à obesidade e ao sobrepeso. Não estou feliz com o que vejo no espelho, mas hoje entendi que a motivação para mudar não deve ser a de me encaixar num modelo socialmente aceito. Eu quero entrar nas minhas roupas guardadas, quero amar a imagem refletida no espelho.