quinta-feira, 26 de agosto de 2010

A saga da bota

Já disse aqui uma vez que sou meio Becky Bloom, rs.

Há tempos, namorava uma bota da Shoestock, cheguei a criar minha "Lista de Desejos" na loja virtual da marca, e a foto da minha querida estava lá. Quando a vi pela primeira vez, custava a bagatela de R$ 349,00. Nunca na história desse país (rsrsrsrs) eu daria tudo isso numa bota!!!

Hoje, o peixinho aqui foi fisgado por um "inofensivo" e-mail da loja, falando de promoção de sapatilhas. Como a curiosidade matou o gato, fui lá conferir. Não foi minha surpresa verificar que o que eles chamam de "promoção" para sapatilhas, ainda está fora do meu orçamento.

Resolvi, para testar, abrir a lista de desejos e conferir o preço da minha amada bota. Para espanto e palpitações, lá estava a remarcação: R$ 149,90!!!!!!!!!!!!!!! Corre, pega o cartão, volta e preenche os campos necessários... aí veio a dúvida: comprar o número certo, ou um número maior???

Como não sabia a resposta, perguntei ao tio Google, e vi que minhas suspeitas se concretizaram: comprar um número maior. 

Dúvida solucionada, lá vem outro choque: frete! Não sei vocês, mas eu fico revoltada com lojas que cobram frete. Ora bolas, se já está certamente embutido no valor final do produto, para que raios cobrar adicional? O cálculo ficou em R$ 20,59.  Prazo de entrega: 4 dias úteis. Outra coisa que odeio é essa espera...

A essa altura, alguém pode estar se perguntando para que raios uma pessoa, que mora em terras alencarinas, compra uma bota. Eu explico: sonho é sonho. Sempre quis uma bota bacana, de couro, e marrom, rsrs. Prometo que não usarei no shopping, rsrsrs, nem para caminhar no calçadão da Beira-Mar, rsrsrs.

A saga da bota está em vias de acabar, basta que chegue intacta, e sirva, rsrsrs!