quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Por que não eu, ah, ah, porque não eu?

Estou chocada comigo mesma. A gente se dá conta das besteiras que come, e das gordurinhas cuja instalação em nossos corpinhos teve nosso aval e nosso auxílio, quando se depara com uma mulher como a que vi hoje.

Cheguei para a sessão de tortura (aka = drenagem linfática), e lá estava ela, deitada na maca. Sem palavras para descrever o que senti, nem imagino a cara que fiz, rsrsrs: 42 anos, [acho que] 3 filhos (2 ela mencionou, meninos de 15 e 10 anos), pele de pêssego sem retoques (pelo menos aparentemente), corpo liso, nada de barriga, dois pares de coxas delineadas e celulite free, sem falar nos glúteos.

Passado o meu espanto inicial, e a vergonha que tive de mim mesma (tanto pela reação quanto pelo físico que exibi por lá), emendamos altos papos, acabei descobrindo que ela é personal trainer.  

Ok, você poderia dizer que ela tem obrigação de ser sarada. Só que aí eu responderia: concordo, mas ela é MAIS do que isso, é bonita, bronzeada, engraçada, vaidosa e não tem rugas. 

Quando ela foi embora, enquanto a sessão de torturas rolava, eu pensava nos motivos que me levaram ao peso atual, às bordinhas e celulites instaladas. E me dei conta, novamente, da minha responsabilidade para com meu corpo. Poxa, ela deve ter genética boa sim, mas se cuida, não dá sorte para o azar. E eu? Ataco a barra de chocolates, sonho com sorvete, faço um brigadeiro de comer ajoelhada... 

Essa felicidade momentânea (de comer) me levou à tristeza cotidiana, já que aquilo que o espelho reflete me deixa arrasada, as roupas passam a não caber. Ao invés de mudar, só reclamo. Acho que aquela mulher que conheci hoje certamente não afoga os sentimentos na comida, mas sim na academia. 

Mas como nem tudo nessa vida é desgraça, para minha sorte, outra mulher que chegou por lá me deu uma super dica!!! Um grupo de corrida pertinho da minha casa. Tá na hora de aceitar que preciso fazer algo para emagrecer. Só a drenagem não vai resolver, claro, se for aliada a outra atividade, aí sim vai dar certo.

É bom essa "chamada" do destino, porque os pedidos do amado, os toques discretos das amigas, nada estava adiantando, porque eu relutava em aceitar. Mas a ficha caiu, é hora de mudar drasticamente. A data foi agendada: 25 de agosto. ;)