segunda-feira, 5 de março de 2012

Uma vida no plural

Hoje, ouvi duas coisas interessantes, da mesma pessoa. 

Ela entrou no meu quarto, abraçou-me e olhou de um jeito bem interrogador. Na hora, eu sabia que tinha a ver com o status do Facebook... tratei de esclarecer que não era mais do mesmo, mas sim um novo caminho, uma nova história. 

O olhar de alívio, e a frase, tudo o que se seguiu foi engraçado... segundo ela, quando viu ontem o status, sem a informação de quem se tratava, temeu pela minha saúde mental, por um retrocesso.

Rimos da situação, e, ato contínuo, ela me veio com a outra observação: quando DEUS leva embora algo, há um propósito. No meu caso, Ele levou o dissabor, e trouxe o sorriso que brota fácil, sem esforço. 

E eu que já havia desacreditado em delicadeza, atenção, carinho, afeto... em "nós", ao invés de "eu". Conjulgar verbos na primeira pessoa do plural.