quarta-feira, 28 de março de 2012

Millôr, a vida e um punhado de reflexão

Como diria Millôr Fernandes, falecido ontem (27/03/2011): "Viver é desenhar sem borracha."

Ainda que o livro/diário da minha vida esteja cheio de rabiscos, notas de rodapé, anotações inacabadas e tantas outras descritas com riqueza de detalhes, ainda que eu prefira que inexistissem... sigo desenhando sem borracha, tentando de alguma forma preparar e aguardar o porvir.

Nesse ínterim, entre o minuto em que escrevo essas linhas e dia em que o Criador vai encerrar esse livro/diário, aproveito para me dar conta de que "há flores em tudo o que eu vejo"*.

*da música "Flores", dos Titãs.