sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Não mesmo!

Simplesmente não compreendo as razões de certos traumas, medos, o raio que o parta. 

Hoje eu acabei me deparando com uma situação inimaginável. Não vou descer aos detalhes, já que minha santa mãe já disse e repetiu trezentos e oitenta vezes que eu me exponho muito escrevendo aqui no blog. Pois bem, o fato é que tem gente que acha que resolve uma situação simplesmente ignorando a essência.

Comparativamente, é como se a criatura quisesse curar um câncer no nariz, colocando um nariz de palhaço no lugar. Resumindo: um mero disfarce, pois a essência vai continuar lá, corroendo tudo.

Não obstante a minha perplexidade ao telefone, ainda tive de lidar com os "sentimentos" da outra pessoa, que tinha uma expectativa de que eu fosse achar lindo de viver o fato de [a pessoa] crer, piamente, que é possível fazer omeletes com ovos inteiros.

Um misto de sentimentos tomou conta de mim desde então... afora a perplexidade, vieram raiva e mágoa. Começo a acreditar que é preciso encarar a verdade dos fatos, e adotar um posicionamento radical, muito consciente das consequências. 

Ah! malditas consequências viu? Semelhantes aos pôneis coloridinhos da propaganda. 

#inferno