quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Desorganização

Desorganização é uma das coisas que costumam me tirar do sério. No post anterior, mencionei que comprei ingressos para a sessão de 17h45 para o filme Tropa de Elite 2. Afora o já usual método pouco eficaz do meu amado, aka, o de sair correndo em cima da hora para qualquer evento - de trabalho a sessões de cinema - chegando lá deparei-me com uma fila gigante. Abusada que sou, óbvio, fui até a entrada para perguntar se poderia entrar logo, porque a sessão já havia começado.

Com a mais absoluta incredulidade, imagino a cara que fiz quando a moça informou (e repetiu mil vezes a todos os que fizeram como eu) que a sessão havia sido cancelada. Isso mesmo: CANCELADA. Como assim??? E aí, a expectativa, todas as outras sessões para o mesmo dia lotadas, comofaz??? Namorado injuriado, eu com o saco de pipocas na mão...

Desci ainda em estado de perplexidade. Poxa, numa véspera de feriado, um filme mega aguardado, e simplesmente cancelam uma sessão? Bom, noutros tempos eu teria dado uma de Amy Whinehouse, e se não quebrasse o local, certamente teria dito poucas e nada boas aos funcionários, ao gerente, a quem estivesse no caminho.

Ao invés disso, engoli a chateação, perguntei ao namorado o que faríamos nesse tempo livre, e diante da indecisão dele, decidi que ele iria para casa (dele, óbvio) e eu ficaria no shopping com mamis e titia. Agora, a cara de espanto foi dele. Fingi que nem era comigo, dei um beijinho, disse que ele podia me ligar qualquer coisa, e saltei do elevador no primeiro piso, enquanto ele seguiu para o térreo.

Hoje é bem provável que a gente vá, enfim, assistir ao filme. Claro, esqueci de mencionar, eles nos deram cortesias para filme e data à nossa escolha. Apesar de muito interessada em ver Comer, Rezar, Amar, vou mesmo "me jogar" no Tropa. Afinal, aquela adrenalina do primeiro filme foi bacanérrima. 

Moral dessa história: eu mudei, é fato. Mas algumas coisas, como a palpitação quando ouço "tropa de eleite, osso duro de roer, pega um pega geral, também vai pegar você!", isso não muda nunca. rsrsrsrs