segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Missão dada, é missão cumprida!

Ontem, por volta de 13h, celular chama... do outro lado da linha, alguém com uma missão de digestão lenta e dificultada, especialmente por se tratar de pedido extraordinário, em pleno domingo. 

Sem descer a detalhes, por questões profissionais, dediquei a preciosa tarde dominical à análise de um contrato, que versava sobre tema espinhoso, repleto de superstições: assistência funerária. Enfim...

Hoje, consegui a proeza de estar no escritório às 7:30. Melhor dizendo, feito inédito mesmo foi ver a irmã pronta às 6h30, horário em que, costumeiramente, ainda está nos braços de Morfeu. Well, o dia prometia fortes emoções e alguma carga de transtornos. 

Uma reunião arrefeceu os ânimos, porém, em contrapartida, distribuiu tarefas urgentíssimas. Graças a Deus, procurei mentalizar (desde a noite de ontem) que tudo daria certo. Mesmo só tendo conseguido ir almoçar às 13h30 (creeeeeeeeeeeeeeente que estava tudo correto, e descoberto, às 15h, que a formatação do contrato estava um horror), a esperança venceu os piores prognósticos.

Às 17h30, os blocos de contratos e fichas de adesão chegaram, verdinhos, embaladinhos, e franquearão (ao menos eu espero) dias mais serenos essa semana... assim espero!