quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Gente-gasolina

Conviver com "gente-gasolina" é dose para leão. Ah, você não sabe o que é uma pessoa "gasolina"? Calma, eu explico.

Sabe aquela criatura que não pode ver um indício de confusão, que já chega logo atiçando? Pois é. E se não houver uma discórdia, providencia! Cheio(a) de brincadeiras maldosas, de duplo sentido, difamadoras, de alto potencial para denegrir a imagem e a auto-estima alheia...

Pior ainda quando o(a) filho(a) de Deus ocupa um cargo de chefia. Sim, porque jamais seria possível classificar como "líder" um tormento desses. O subordinado pede uma orientação, a pessoa transforma numa humilhação pública; se cometer um erro então, dá origem a um cataclisma. 

Quando é que gente assim vai perceber o equívoco que comete, e o potencial danoso à auto-estima de sua(s) vítima(s)? Será que só quando sofrer processos por constrangimento, assédio moral, difamação, calúnia, injúria??? 

É... como diria Geraldo Pereira: "Contra o mau-olhado eu carrego o meu patuá".