segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Marcas do que ficou...

Pois é, estamos na última semana deste ano que finda com a "balança equilibrada". Ok, estou sendo injusta, talvez o pratinho das "coisas boas" esteja mais pesado que o das "ruins". É que, no caso, as "ruins" só estão classificadas assim porque não aconteceram. Ou não como era esperado.

(Sinto muito pelas metáforas.)

Esse ano, não entrei no "amigo-secreto", pois a Lei de Murphy age severamente comigo: sempre ganho algo inferior ao que presenteei. Maaaaaaaaaaaas, como a tal Lei dá um jeito de se apresentar, resolveu refletir no saquinho do Papai Noel. Frustração, mode on².

Graças a Deus, ao menos uma coisa excelente aconteceu, e estou torcendo para que as decorrências permaneçam positivas. Prometo contar assim que estiver tudo concretizado. #superticiosa

No mais, todo mundo bem, com saúde... algumas pendências emocionais persistem, talvez com menos intensidade. A mágoa parece estar diminuindo, ou pelo menos eu devo estar dando atenção demasiada a outras coisas, e quando se dá menor importância a algo, os problemas parecem diminuir. Quiçá o bicho nem era tão feio quanto se fazia ver.

Vamos esperar o desenrolar do período pré-novo-ano. rsrsrsrs