segunda-feira, 20 de junho de 2011

Zeca Camargo e eu

Não sei qual a opinião de vocês sobre o quadro do Fantástico, Medida Certa; mas eu sou fã de carteirinha. Sabem por que? Super me identifico com o Zeca Camargo.

Ambos declaramos o desamor pelas atividades físicas, torcemos o nariz para as sugestões de nutricionistas e treinadores, amamos comer bem, e muito. O que nos diferencia, atualmente, é que ele conta com um mega suporte para não desistir, sem mencionar a "obrigação" de ser exemplo para o público.

Em menor escala, eu sinto pressão semelhante. Desde que me propus alterar a alimentação, ir às sessões de pilates às terças e quintas, tratamentos estéticos três vezes por semana, algumas amigas (e leitoras) resolveram embarcar no bonde da saúde, rsrsrs. 

O bacana nisso tudo é ter sempre um "fiscal" do prato, alguém que reprova certas escolhas, questiona se compareci à sessão (pilates ou tratamento) na noite anterior... saber que estou sendo observada tem um aspecto ultra positivo, visto que a minha tendência é iniciar e abandonar pelo caminho...

Estagnei, algumas crises alérgicas (e uns deslizes) adicionaram 1kg à silhueta, e agora, mais do que nunca, preciso amenizar o prejuízo. Enquanto a Renata Ceribelli admite que comeu 3 bombons escondida, eu admito que nem todo dia eu consigo abstrair das proteínas com molhos adicionados. Tenho resistido, é verdade, aos doces; mas nem só doce incrementa a cintura.

Agora, é preciso adotar a filosofia do Zeca: se tem que fazer, vamos lá encarar. Preciso caminhar, sim, e o quanto antes. Reclamando ou não, vai dar resultados, como os que se vê nitidamente nos participantes do quadro. 

E aqui vou eu, trabalhar para deixar no passado 5kg. Depois, mais 3kg. Tudo em etapas muito bem definidas, programadas, estudadas. Assim, o sucesso está garantido;)