segunda-feira, 20 de junho de 2011

Enfrentamento

É fato, atestado, repassado, há muito rechaçado, mas que agora não tem escapatória ou desculpa: é preciso caminhar.

Não, não ria, por favor; tampouco pense "ela vive dizendo isso e nunca faz". Sábado, a nutricionista condenou duas práticas: o "sedentarismo" e o excesso de café. Sim, porque pilates não é atividade aeróbica, e quem precisa emagrecer tem que ser amigo de atividades físicas; café, porque constatamos uma mega dose, que ao invés de beneficiar, tem retido líquidos e prejudicado o tratamento estético.

Imagem daqui
Pois bem. Antes de planejar as caminhadas com a Luna, que por sinal está bem gorduchinha, a ponto de andar meio rebolante, rsrsrsrsrs, é preciso informar aos leitores que estou, novamente, com uma crise alérgica. Sim, o combo ar condicionado+carpete+janelas que não abrem vão terminar por dar fim à blogueira aqui. 

De nada adianta abolir do quarto tapetes, pelúcias, bolsas e objetos que retém poeira... fico em média 9h sentada, num escritório todo cheio de carpetes, que por mais boa vontade diária que tenha a faxineira e seu aspirador de pó, continua sendo um Alphaville de ácaros e outros alérgenos.

Cheguei a cogitar que a alimentação estaria insuficiente, e as defesas em baixa, por consequência. Mas a nutricionista descartou, rememorando que tenho suplementação (ômega 3 em cápsulas, Centrum) e ainda colocou "na conta do antialérgico" (e do café, claro) um aumento no peso mostrado na balança (1kg, para ser exata).

Tornei-me uma rena, de olhinhos miúdos, figurinha bem clássica de inverno (inexistente em terras alencarinas): caixa de lencinhos, antialérgico, spray nasal, antiinflamatório para a garganta, uma tosse seca, e aquela cara de quem jamais, em tempo algum, deveria ter-se levantado.

Caminhar hoje está fora de cogitação. MAS faz parte de planos bem, bem próximos.