segunda-feira, 13 de junho de 2011

Santo Antônio, dia 13 de junho, e um dilema

I must confess...

Há 4 anos, eu e uma amiga de longa data (nome preservado, por questões óbvias) resolvemos adquirir exemplares de "Santo Antônio". Na época, a gente "pegou corda" numa história de que uma moça havia ganho um exemplar, e por descuido, derrubou, e a cabeça do santo foi parar longe! Como era de gesso, e não colava, ela resolveu o problema com uma fita adesiva dupla face+cola. Casou.

Como canja de galinha não faz mal a ninguém, fomos à luta. Ok, nada de quebrar a cabeça do santo; mas ideias mirabolantes foram cogitadas: arrancar o Menino Jesus, e só devolver depois que o pretendente se materializasse.

Ah! claro que comparecemos à missa. #pacotecompleto

No ano seguinte, ambas estávamos namorando; então fomos à missa na igreja da praça do Coração de Jesus, no centro. Levamos, cada uma, o tal exemplar do Santo. Tudo corria bem, até que o namoro dela subiu no telhado... o meu, bom, continua, como vocês sabem...

Só que a amiga casou.
Hoje é dia 13 de junho.
Ainda tenho o tal exemplar do Santo casamenteiro.

O que fazer:
(  ) Colocar no congelador
(  ) Colocar de cabeça para baixo
(  ) Amarrar
(  ) Arrancar o menino
(  ) Nenhuma das respostas anteriores

Façam suas apostas.

P.S.: Fernando, meu comentarista-mor, sua opinião é muito importante, rsrs. #ansiedade