quinta-feira, 31 de março de 2011

D.I.Y (do it yourself)*

* faça você mesmo.

Há certas situações que nos acontecem que colocam em xeque a nossa capacidade de solucionar problemas. Vejam só... já disse que estou com o joelho esquerdo lesionado. Saindo do estacionamento após um dia de trabalho (no caso, ontem), percebi que havia algo errado com o carro.

Constatei que se tratava de pneu furado.

Quando isso acontece, você avalia o local onde está, para saber se é minimamente seguro parar e pedir ajuda.

Não, eu não me arrisco a efetuar a troca, principalmente com a tal lesão. Joelhos são caros, rsrsrs.

Como o local era movimentadíssimo, e o fato ocorrera em horário de pico, prudentemente liguei o pisca-alerta e dirigi devagar até o posto de gasolina mais próximo. Liguei para o digníssimo, que chegara à tarde. Perguntou se eu não tinha como resolver, respondi que não, pois não trocaria o pneu nem por mil reais. Ele disse que não havia carro para seu deslocamento, e que se eu realmente quisesse, ele pegaria um taxi.

Agradeci e disse que resolveria sozinha, e desliguei, cega de fúria (não posso mentir, rsrs). Liguei para o seguro, pois há um serviço incluso na apólice. Mas, em ligação, tive outra ideia... um simpático motorista de caminhão-tanque, que abastecia o posto, ofereceu-se para calibrar o dito pneu. Aceitei, e de lá fui direto à borracharia.

Tempo perdido com pneu furado: 20 minutos
Valor do reparo no pneu: R$ 5,00
Satisfação de não depender de ninguém: NÃO TEM PREÇO.




--
Tatiana Lambert.

"A perseverança é o grande agente do êxito". (G. Dargan)

***Por favor pense na sua responsabilidade ambiental antes de imprimir este e-mail.
Há cada vez menos árvores no nosso Planeta!***