quarta-feira, 16 de março de 2011

Em São Luis, Ma

Bom, estou neste momento sentada ao lado da Casa do Pão de Queijo, no
aeroporto de São Luis. Vim a trabalho...

Começo minhas considerações sobre a cidade (precárias, ressalte-se,
visto o ínfimo lapso temporal) justamente pelo atendimento da
lanchonete... Pedi 8 unidades da especialidade da casa, em miniatura,
e um capuccino. Eis que me chega à mesa o último. Metade da xícara se
foi e nada do restante do pedido. Fui ao balcão e a atendente,
surpresa, trouxe-me uma cesta com 5 mini-unidades e 1 normal, sem
recheio. Questionei o pedido e a resposta do caixa foi que ele havia
"me dado" uma unidade que custava quase 4 reais, ao invés de outras 3
mini... Há momentos na vida em que fazer valer seus direitos é viável.
Não era o caso, mas certamente a péssima impressão printada em mim
durante os deslocamentos pela cidade hoje, confirmaram que não há
preparo para recepção e trato com turistas.
Prometo outro post sobre algumas experiências vivenciadas por aqui...
Postar via BlackBerry não é confortável, mas eu precisava desabafar
imediatamente...

--
Tatiana Lambert.

"*A perseverança é o grande agente do êxito*". (G. Dargan)

***Por favor pense na sua responsabilidade ambiental antes de imprimir este
e-mail.
Há cada vez menos árvores no nosso Planeta!***