sexta-feira, 28 de maio de 2010

Hierarquia e palavra

Incrível como as pessoas se julgam no direito de decidir sobre a vida umas das outras, especialmente se estiver envolvido qualquer tipo de hierarquia. Curiosa ainda a habilidade que os superiores possuem de esquecer o que falam, pricnipalmente quando disser respeito a situações já acordadas, ou pior ainda, direitos.

Namorido está trabalhando em Sobral, e deve ficar por lá até agosto, perigando ficar setembro também. Antes de ser transferido, ficou acordado com o superior que seria possível vir a Fortaleza quinzenalmente, saindo de lá às 12h da sexta-feira, e retornando no domingo à noite.

Ansiosamente esperada, a dita sexta-feira seria hoje. Daí ontem, num surto psicótico, sei lá o que mais, a criatura diz que não é para ele vir, que ele desmarque a passagem, blah, blah, blah, sem maiores justificativas. PERAÍ!!!!!!!!!!!! E o que tinha sido acordado??? Onde se perdeu aquela história de que a palavra de um homem é a sua maior garantia???

Haja oração, porque um espírito desses só pode ser cercado de muita treva, rsrs. Qual é o propósito disso? Fragilizar os laços de uma família? Prejudicar um namoro? Isolar o funcionário numa cidade onde ele não tem amigos, parentes, e vive tão somente para trabalhar 12h por dia, e 6h aos sábados???

Os estudos comprovam que funcionários felizes rendem mais, ficam doentes menos vezes, trabalham com amor. Então!!!!!!! Deixem-nos viver nossas vidas, manter os laços afetivos... Não destruam nossos sonhos!