quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Eu decido o rumo da minha história

O despertador tocou, desativei por duas vezes... sabe aquele velho "ah, só mais dez minutinhos"? Pois é, acordei 20h atrasada. Antes de contaminar minhas células com desespero, raiva e afins, levantei e decidi que inverteria a ordem do que faço pela manhã, e me maquiaria no carro, a caminho do trabalho.

Aquela história de que a gente é aquilo que pensa é verdade verdadeiríssima! Ao não me permitir enfurecer, tampouco ficar histérica tentando me apressar, tomei decisões que me fizeram, inclusive, sair mais cedo que o de costume.

Curioso como até pensei depois "poxa, ganhei mais 20min de sono, que maravilha". Convenhamos, eu não podia mudar o fato de que estava atrasada, mas podia fazer algo a respeito... e fiz. Aliás, tenho feito mudanças sutis, como venho comentando aqui no blog. E não, antes que alguém me venha com a pecha de santa, digo logo: estou há anos-luz do título, e continuo impaciente, ansiosa, só que em menor intensidade... longe do ideal, mas me esforçando ininterruptamente.

Hum, outra coisa que andei pensando é no quanto a dieta interferiu em todas as searas da minha vida. Decidir mudar meus hábitos foi um fator desencadeador de uma série de pequenas grandes transformações. Creio que, de alguma forma, perceber que se é capaz de fazer algo que, após inúmeras tentativas e fracassos, acabou dando certo, traduz-se em força motriz para desafiar a si mesmo(a), noutros campos. 

Não é só o guarda-roupas que muda, fica mais vazio... as pendências relativas a trabalho, os lixinhos emocionais que a gente carrega desnecessariamente, dia após dia as coisas vão se resolvendo e a vida vai fluindo. 

O lema para 2013 é "ouse ser diferente".