terça-feira, 9 de agosto de 2011

Assumindo o controle da realidade

Colocar em prática o que vive no mundo dos sonhos não é tarefa fácil. Mas isso não significa que se deva permanecer inerte. A missão de dar forma ao antes imaginário exige coragem, esforço, comprometimento, e doses cavalares de paciência, especialmente quando há pessoas envolvidas.

Por vezes, optamos por deixar que as coisas desçam rio abaixo; só que, invariavelmente, há choques com os obstáculos (muitas vezes desconhecidos) pelo caminho. Nesse momento, urge uma correção de rota, o retomar das rédeas. O prejuízo pela falta de ação nem sempre é total; e serve de lição para o futuro.

Ao leitor, que provavelmente não compreendeu patavinas, 
meu esclarecimento: é uma constatação, aplicável a um sem-número de situações.  
E só para que fique registrado: eu tenho muito, muito orgulho de você, L.