quarta-feira, 25 de julho de 2012

O novo e suas consequências

Nesse instante, exposta na vitrine, cautela é o mandamento-mor. Claro, quem me conhece sabe que comedimento, ainda mais no que tange às escritas, gera em mim um processo de bloqueio criativo. Quando percebo que escrevo, e dali algumas linhas apago e recomeço, é porque se faz necessário um mini-retiro cheio de doses de reflexão.

No caso, a reflexão vai ser hoje, na sessão de terapia. E talvez o blog fique meio abandonadinho aí por uns dias... nada demais. Pode ser que, muito antes do que eu mesma imagino, possa retornar e transcrever tudo o que vai na cabeça e no coração, nessa nova e adorável fase.

Sinto que, enfim, vou começar a viver meu conto de fadas, cheios de pitadas de Manoel Carlos. Afinal, o que seria da vida sem uma carga de drama, não é mesmo? rsrsrs