quinta-feira, 25 de novembro de 2010

3Kg a menos, empolgação a mais!

É isso mesmo, com a reeducação alimentar exterminei 3kg em 20 dias. Não, não é aquela velha história de deixar de comer, ou comer só carne, ou só fruta, ou viver só de sopa ou de luz. Todas as porcarias que eu costumava comer foram devidamente substituídas e o resultado está aparecendo.

Eu já havia desistido daquela sensação de euforia quando as roupas vão ficando mais e mais folgadas. Para quem já viveu o drama de estar acima do peso (sim, porque vira novela mexicana meeeeeesmo) sabe exatamente o que é perceber uma folguinha na cintura, no quadril... Não tem preço!

Passei metade da vida brigando com o peso que a balança insistia em revelar. Agradeço esse fato à mamis, pela "brilhante" ideia de empurrar Sustagem APÓS o almoço, every single day, sob a alegação (sem fundamentos) de que eu estava anêmica. Isso, aos 13 anos, já viram a cena de terror né? A pessoa inchou, perdeu o guarda-roupas inteiro, e ganhou fora os kg um monte de angústias e insatisfações.

Hoje, graças a Deus, depois dos choques de realidade que a vida me impuseram, percebi que era mudar, ou mudar. Daí, fora a alimentação, resolvi mexer o corpo também. Domingo mamis e eu caminhamos... segunda ela foi sozinha!!! Muitos progressos nessa família, rsrs. Ontem eu finalmente decidi: fiz a matrícula na Curves. Não vou mentir, o que me atraiu foram o tempo (30min, 3x por semana) e o fato de só ter mulheres (nada de olhares desaprovadores pelos excessos de fofura).

Não é barato, eu sei, mas creio que com o passar dos anos a gente começa a fazer escolhas não só baseadas no custo financeiro, mas levando em consideração diversos fatores. Foi o que eu fiz, e pela aula de ontem, não me arrependi. Esse acompanhamento (quase) personalizado é o máximo para quem, como eu, precisa de "incentivo" (leia-se empurrão, puxão de orelha, rsrs). 

A meta bem realista, inicialmente proposta, era perder 9kg, dos quais já perdi 3! Até coloquei um contadorzinho ali embaixo, no rodapé do blog, para acompanhar essa evolução. Porque mudar faz bem, rsrs.