terça-feira, 3 de abril de 2012

Uma vida em frases

Já sabem do meu apreço por Clarice [Lispector], por Cecília [Meireles], e mais recentemente por Caio [Fernando Abreu]. São, os três, donos de frases impactantes que contam em retalhos os muitos trechos das minhas trinta primaveras.

Eis que me deparei hoje com um punhado de explicações para o ciclo que se fechou. Obrigada, Caio Fernando Abreu, por resumir tudo aquilo tão perfeitamente:

"Vai passar, tu sabes que vai passar. 
Talvez não amanhã, mas dentro de uma semana, um mês ou dois, quem sabe? 
O verão está aí, haverá sol quase todos os dias, e sempre resta essa coisa chamada 'impulso vital'. 
Pois esse impulso ás vezes cruel, porque não permite que nenhuma dor insista por muito tempo, 
te empurrará quem sabe para o sol, para o mar, para uma nova estrada qualquer e, de repente, 
no meio de uma frase ou de um movimento te surpreenderás pensando algo assim como 'estou contente outra vez'." 

Sim, não parei para contar quanto tempo, mas a verdade é que enxergo cores novamente, sinto o cheiro da terra molhada pela chuva, dou-me ao luxo de desligar os telefones quando e por quanto tempo eu quero. Agora, há de fato um espaço nesse coração e nessa mente, aguardando preenchimento que pode se dar hoje, amanhã, ou daqui a seis meses...a depender da delicadeza de quem se dispuser a entrar.

Carpe diem!