sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Apito? Não, obrigada!

Imagem daqui



A empresa criou uma campanha engraçada, premiando o atingimento e/ou superação das metas com valores em espécie, para custear cerveja e aperitivos às sextas-feiras. Semana passada foi uma algazarra!

Vocês não tem ideia da repercussão... é coisa de duzentos e-mails, entre parciais dos números, e gente pedindo produção... sem falar nos apitos e buzinas distribuídas pela matriz... de vez em quando, algum setor apita e buzina... é uma comédia!

Hoje, próximo do meio-dia, a gerente de marketing apareceu em frente a minha mesa, rindo, e deixou um apito. Como se não bastasse o objeto em si, ainda era amarelo-limão. Imediatamente, olhei e disse que ela podia levar aquilo, porque tudo na vida tem limites.

Ok, a brincadeira pode ser engraçada, mas daí querer que eu me preste ao papel de ficar apitando... faça-me o favor. Sabem o que ela disse? Que eu era recatada. kkkkkkkkkk 

Não, querida, recatada é a minha profissão, a minha função dentro do escritório. Até mico tem limite!