quinta-feira, 1 de julho de 2010

Transgressora!

De acordo com a Tia Wiki, trangressão significa "a ação humana de atravessar, exceder, ultrapassar noções que pressupõem a existência de uma norma que estabelece e demarca limites. Seu significado transitou da esfera geografica, na qual fixava o limite para as águas do mar à concepção ético-filosófica, que abriga desde preceitos morais e religiosos até as leis do Estado. Daí, as contraposições entre bem e mal, mandamento e pecado, código e infração".

Valeu Tia Wiki, rs. ;)

Para mim, ser transgressora é altamente divertido, e em razão da minha formação acadêmica, aos olhos dos outros pode parecer um imenso contrassenso (odeio essa reforma ortográfica!): como pode uma advogada, "conhecedora das Leis", dizer que gosta de "infringir as 'normas vigentes' e socialmente estabelecidas"? *pausa para um risinho sarcástico, #Mutley feelings*

Preliminarmente, esclareço que isso não se aplica a minha atuação como profissional, por favor me entendam. Diz respeito tão somente a pessoa natural, Tatiana. Essa é a criatura que, sempre que possível, apronta umas traquinagens, rsrsrs. A transgressão, no meu caso, é relacionada a essa coisa de criança mesmo, de fazer "arte" e sair rindo sozinha, feito doida.

As minhas trangressões não prejudicam ninguém, que fique muito claro também. É simplesmente agir na contramão do que se espera. O Paulo Coelho, na coluna de hoje, fala justamente dessa coisa de imposição de certo e errado: "a sociedade termina impondo uma maneira coletiva de agir – e as pessoas não param para perguntar o porquê. Apenas aceitam".

Aí entra a traquinagem: quando esperam algo de mim, eu vou lá e ajo de forma completamente contrária, inesperada.  E saio rindo, toda feliz, dirigindo o carro com músicas no último volume! Como é bom poder ser quem eu sou, agir conforme os meus valores, as minhas crenças. Racionalizar. Ou como diria Paulo, ainda no mesmo post, "cada ser humano é único, com suas próprias qualidades, instintos, formas de prazer, busca da aventura".

E sabe o que foi tão bom quanto transgredir as regras? Converter em palavras o que senti ontem, rsrsrs!!!