terça-feira, 13 de julho de 2010

A gente pensa que já viu e ouviu de tudo, mas...

A gente pensa que tem a dimensão do tamanho do buraco. Ledo engano! E toda aquela preparação psico-emocional, pode esquecer... Melhor voltar à prancheta de desenho, começar de novo. Tentar digerir...

As informações vão chegando a todo instante, sempre piores do que as anteriores. A do dia foi, na minha opinião, a mais absurda. Eu JAMAIS imaginei que ficaria sabendo que as " pessoas da sala de jantar" estavam empenhadas em "descobrir qualquer coisa" sobre mim e meu colega, e que fariam isso a partir de "investigações nos computadores". Pior: quem incumbiram de fazê-lo.

Qual o propósito, meu Deus? Por que simplesmente não nos deixam fazer o nosso trabalho? O que ganham com tanta pressão, que felicidade pode haver em massacrar dessa forma quem dedicou anos de trabalho e empenho?
Não consigo compreender as razões para tanta maldade, esse desejo de sangue. Só posso continuar rezando, rezando, rezando...