terça-feira, 2 de abril de 2013

O projeto

Abro minha caixa de emails e me deparo com um bem peculiar, cujo assunto era "qual o seu próximo projeto?". Bom, respondendo ao Itaú tal pergunta: não posso contar em detalhes. Dizem que o melhor é a surpresa, e não pretendo permitir que a minha ansiedade suplante e acabe estragando o projeto em si.

Como boa geminiana, cabecinha funcionando feito a do Bob, do desenho "O Fantástico Mundo de Bob", digo que quase posso tocar, sentir o cheiro, tudo relativo a essa novidade de vida, como diria minha querida amiga Natália Machado.

Profissional, sentimental e psicologicamente, há de ser profunda e estrutural tal mudança. Óbvio que demanda um esforço hercúleo, com foco preciso sobre os fatores externos, potencialmente prejudiciais ao todo. Mas já considerei essas nuances também, e dentro do que é permitido, está tudo sob controle.

Achou confuso??? Sinto muito, mas é o que tem por hoje...