segunda-feira, 3 de setembro de 2012

De um em um, vão-se vários

Nada como trabalhar em parceria. Sexta eu estava a fim de ficar em casa, mas queria comer algo diferente, tomar um vinho, sei lá.

Conversando com o amado, sugeri massa+vinho, imediatamente vetados sob o argumento de que a minha saúde não deveria ser precarizada, e que o jantar poderia ser carne ou peixe, com legumes no papillote

Aqui é que mora a diferença: uma dupla que decide, compra e prepara (e limpa, claro). Foi sensacional a experiência de sair para comprar coisas e trazer para casa, preparar tudo e comer tomando vinho, jogando conversa fora. Até rolou uns quadradinhos de chocolate como sobremesa, mas nada que tivesse grande impacto no conjunto da obra.

Sábado, almocei com mamãe no Spoleto, e ao escolher o prato, ponderei. Pedi o prato infantil, de fusilli integral com molho funghi, salmão, tomate, champignon e alho. O bacana foi que fiz tudo conscientemente, não prejudiquei o plano alimentar, mas também não deixei de comer o que queria.

Em resumo, o final de semana teve vinho verde na sexta, vinho tinto no sábado (com salgadinhos fritos, e churrasco no jantar, OMG), um domingo mega regrado, mas com direito a sushi no jantar. Só que o segredo da felicidade, rsrsrs, é que 1kg foi embora, para nunca mais voltar.

Agora, é como diz o namorado: calma... devagar e sempre. Não engordei 8kg em 8h, não hei de eliminar tudo em 8 dias. Pode levar um tempinho, mas o fundamental é não desistir. 

Também, com esse apoio, esse suporte emocional sem cobranças, primando com exclusividade a regularização das taxas metabólicas, eu chego lá. Quem sabe, até antes do que imagino.

Obrigada meu anjo!
:*