quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Caos, visita e rosas

Mamãe (por sinal, aniversariando hoje... beijo minha leitora mais crítica) disse certa vez que onde escutasse "Thank you*", da Dido, lembraria a pessoa que vos escreve.

Eis que hoje, anos-luz do boom da canção, ela fez todo sentido. Ou pelo menos, quase todo. É que como hoje também é o aniversário de um colega-meio-chefe, a equipe se reuniu (leia-se "vaquinha") e comprou comes e bebes. Sobrou para a blogueira aqui mudar a rota cotidiana para ir buscar a assistente & as guloseimas.

Só que, para tanto, acordei meia hora mais cedo, enfrentei o pior dos trânsitos ever, fiquei esperando (coisa que eu abomino mais que chuva pós-chapinha)... sem falar que atravessei a cidade, tudo na companhia da mais que agradável e simpática irmã. Ok, com 10 minutos de atraso, chegamos, organizamos o circo todo (a minha mesa, pobre coitada, ficou daquele jeito), foi uma farra em todos os sentidos.

No meio da comédia, alguém me diz que uma pessoa me aguardava na recepção. Era o João, e logo me disse para fechar os olhos. Duas surpresas: a visita e um buquê de rosas vermelhas! 

De repente, não mais que de repente (como diria Vinícius), o caos e desânimo desapareceram, e só o que restou foi o sentimento de que a vida, de fato, vale a pena em razão de gestos simples como o dele. Mau humor, sono, raiva, impaciência, stress... Who cares? As rosas sobre a mesa fazem tudo parecer piada, bobagem. O sentimento que me inunda (ainda que paire o receio de tormentas anunciadas) traz felicidade e gratidão.

Love you, J.

*a tradução da música:

Obrigado

Meu chá esfriou
Me pergunto "por que mesmo levantei da cama?"
As nuvens de chuva em minha janela
E não consigo ver nada.
Mesmo que pudesse, tudo estaria cinza
Mas seu retrato na parede
me faz lembrar que não é tão ruim
Não é tão ruim

Bebi demais ontem à noite, tenho contas a pagar
Minha cabeça dói tanto
Perdi o ônibus e o dia será um inferno
Estou atrasada pro trabalho de novo
E ainda que estivesse lá, todos insinuariam
que eu não vou ficar nem mais um dia
Mas daí você me liga, e não está tão ruim assim.
Não é tão ruim.

Eu quero agradecê-lo
Por me dar o melhor dia da minha vida
Ah, simplesmente estar com você
é ter o melhor dia da minha vida

Empurro a porta, finalmente chego em casa
Estou encharcada, completamente molhada
Então você traz a toalha e tudo, e tudo o que vejo é você
Mesmo se minha casa desabasse agora,
Eu não perceberia
Porque você está perto de mim.

Eu quero agradecê-lo
Por me dar o melhor dia da minha vida
Ah, simplesmente estar com você
é ter o melhor dia da minha vida