quinta-feira, 16 de agosto de 2012

A contagem do tempo

Dia desses, pus-me a refletir sobre a relatividade do tempo... ponderando como se conta de forma diferente os dias, a partir de experiências vivenciadas. Isso porque comentava com o namorado sobre nosso primeiro mês juntos. Trinta dias, dentro de cinquenta e um desde a perda do doce de batata-doce.

Sempre que me flagro pensando sobre esse tipo de coisa, uma música me vem à cabeça: "Quanto tempo demora um mês pra passar", do Biquini Cavadão.


De fato, enquanto o relacionamento parece ter décadas de existência, a despeito dos trinta dias iniciais, a despedida todo dia parece ter sido ontem. Dói menos, mas dói sempre. Quase como no filme "Como se fosse a primeira vez", ou seja, diariamente (e piora às sextas-feiras) a gente revive aquele fatídico dia 29 de junho de 2012.

Ainda que, no dia em que fizermos 30 dias juntos, serão 51 sem ela, e 9 com João Pedro. A contagem de tempo depende do enfoque.