segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Diário da dieta: dieta da proteína

Ok, confesso, entrei na dieta da proteína no último dia 05. Em tese, embalada pela experiência da querida Andréa Moreira, que mandou pastar lindos 4kg em 7 dias; na prática, a ideia não era obter milagre, mas tão somente sentir o zíper do vestido fechar sem esforço e sem bordinhas de sobra.

Não, não direi que é fácil, que é tranquilo, porque seria muita desonestidade da minha parte. É punk! A dieta que estou seguindo foi publicada nesta edição da revista Boa Forma. O que me deixou "segura" foi essa afirmativa:

"A nova dieta concentra as proteínas numa quantidade que não sobrecarrega os rins e não provoca efeitos colaterais, como queda de cabelo, anemia e desmaios, entre outros. E é benéfica sobretudo para as pessoas que não respondem aos programas de emagrecimento hipocalóricos", diz Márcia [médica homeopata Márcia Jablonka Kelman, da clínica Biodiet, em São Paulo].

Pois bem, dividida em 3 fases, a dieta propõe uma situação bem radical na fase 1, que dura 14 dias. A promessa é de eliminar até 50% do excesso de peso. Toda mulher que deseja emagrecer vê coraçõezinhos no ar quando lê números e percentuais desse tipo, rsrsrs.

Veja bem, a prmeira fase, em especial os 3 primeiros dias, é uma coisa meio "Tropa de Elite": é para desistir de cara! Os alimentos permitidos são, basicamente (lista aqui): 

• Whey protein (proteína isolada do soro do leite)
• Clara de ovo
• 3 ovos inteiros por semana
• Leite e iogurte desnatado ou light
• Queijo minas frescal light 0% gordura,
• Ricota light
• Presunto light,
• Peito de peru light ou frango
• Carne vermelha magra (patinho, lagarto, rosbife)
• Carne branca (frango sem pele) e coelho
• Condimentos (vinagre, ervas aromáticas, alho, limão e sal em dose moderada)
• Peixe (anchova, sardinha, salmão, atum, cação, pescada, tilápia e Saint Peter)
• Agrião, alface, brotos de feijão e alfafa, pepino, espinafre, brócolis, couve-flor, rabanete 

Já senti o baque de cara, no primeiro dia, no café da manhã: 200ml de leite desnatado, 2 col. sopa de whey protein e 2 fatias de presunto de peru, mais 2 fatias de queijo minas frescal 0% light. Sabe aquela coisa de "um pão quentinho"? Esqueça! E aquela barrinha de cereal, ou frutinha do lanche? Abolidas! 

Há 3 dias, confesso: perdi a alegria de comer; a alimentação virou simplesmente um mecanismo de ingestão de calorias necessárias à vida, rsrsrs. Por outro lado, essa lista severa de restrições me mostrou o quanto consigo ter força de vontade. Não vivo numa bolha, então estou sujeita às tentações diuturnamente. O cérebro de gorda não colabora também... se entro na farmácia, o que me chama atenção primeiro? O freezer de sorvete. E por aí vai...

Outro ponto que ajuda imensamente é o fato de contar com o apoio do amado. Sim, porque nosso relacionamento é "no carboidrato, ou na ausência dele", rsrsrs. Apesar de não estar muito feliz com o meu sofrimento, ele respeita e auxilia. Sacanagem, né, se ele comesse tranqueira na minha frente! rsrsrs

Segundo a reportagem, os três primeiros dias são os piores. Estou torcendo para que a partir de hoje, quarto dia, as coisas comecem a melhorar. Já se foram 900gr em 3 dias.