terça-feira, 18 de junho de 2013

Building our world...

Incrível como a gente foca em problemas, coisas sem solução, e vai atraindo mais e mais entraves para a própria vida. Eu sou assim, confesso. Só que, entre tropeços e retomadas, sigo em frente...

Ontem, a terapeuta me mostrou um outro lado da história, muito além das fúrias pelos comportamentos alheios (por sinal, ultimamente, uns e outros perderam a linha, a noção, a tampa e o balde...), a parte em que a gente para um minutinho e olha para os milagres que já ocorreram conosco.

Quando entrei no carro, senti como se tivesse sido tocada por uma varinha mágica, pelo simples fato de ter me dado conta de alguns episódios que realmente podem (aliás, devem) ser tidos como verdadeiros milagres! Na contramão do comportamento que eu vinha adotando até então, fiquei emocionada ao vislumbrar certos acontecimentos... poxa vida, como reconhecer e validar, ser grata mesmo pelas bênçãos recebidas, é revigorante! Muito do peso que eu havia levado à sessão começou a se dissipar, e diminuiu consideravelmente. 

Claro que há coisas e situações com as quais eu ainda não me entendi completamente, e tenho batido na tecla insistentemente, inclusive sobre o meu papel na vida, e perante terceiros. Muito além de uma suposta necessidade de validação, quero na verdade (aliás, exijo!) respeito a quem sou, ao que represento, ao lugar que ocupo. Por sinal, sobre isso, especificamente, tem sido comum dialogar com João a respeito. 

Não creio ser necessário, mas destaco mesmo assim, que não restam dúvidas quanto ao relacionamento, aos nossos propósitos em comum; é que a visão sobre o vínculo é global, envolve muito mais que as figuras homem e mulher. Daí a importância desse canal de diálogo franco, aberto, no qual temas tidos como espinhosos são discutidos, argumentados, ponderados... não há, entre nós, tema proibido ou intocável. Há, sim, um esforço contínuo em busca de melhorar cada dia mais a realidade na qual estamos inseridos.

Bom, sem maiores elucubrações, a lição que fica é que a gratidão produz movimentos incríveis nas nossas vidas... e que o diálogo entre pessoas maduras constrói, estreita laços, lança bases sólidas, permitindo que os planos sejam passíveis de concretização. E a tudo isso, soma-se o mistério da divindade, transformando, conduzindo, operando milagres reais.